Deixe sua avaliação

Alemanha, França e Bélgica convocaram os seus embaixadores iranianos nesta segunda-feira (15), enquanto as nações europeias continuam a condenar veementemente o ataque do Irã a Israel no fim de semana.

A Bélgica optou por convocar o seu embaixador iraniano, Seyed Mohammad Ali Robatjazi, de acordo com um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros do país. As autoridades aproveitaram a visita para transmitir ao embaixador a sua “forte condenação do ataque do Irã a Israel”, acrescentou o comunicado.

O embaixador do Irã foi convocado para ouvir a França condenar “com a maior firmeza” o ataque de Teerã contra Israel, afirmou o Ministério dos Negócios Estrangeiros francês num comunicado. Na sequência do ataque, o Irã “corre agora o risco de uma escalada na qual ninguém tem qualquer interesse”, alertou a França, apelando ao regime para “cessar imediatamente” as suas provocações.

Finalmente, o governo alemão convocou o embaixador iraniano em Berlim, disse um porta-voz do Ministério Federal das Relações Exteriores em entrevista coletiva.

Tudo isso aconteceu depois que o governo iraniano convocou os embaixadores alemão, britânico e francês em Teerã no domingo (14), de acordo com a agência de notícias estatal iraniana Tasnim.

De acordo com a reportagem da Tasnim, os três embaixadores foram convocados devido às “posturas irresponsáveis” que tomaram em resposta ao ataque do Irã a Israel.

(Reportagem de Niamh Kennedy e James Frater da CNN em Londres, Chris Stern em Berlim e Joseph Ataman em Paris)

Este conteúdo foi originalmente publicado em Países europeus convocam embaixadores iranianos após ataque contra Israel no site CNN Brasil.