Deixe sua avaliação

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse ao ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, que vai se empenhar na regulamentação da reforma tributária, mas que não se compromete com a manutenção de vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), segundo interlocutores.

Ainda de acordo com fontes próximas a Lira, dois vetos estariam na mira do Congresso: o bloqueio de R$ 5,6 bilhões em emendas de comissão e um trecho do fim da lei das saidinhas.

A conversa ocorreu durante um vôo em avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para Salvador na última sexta-feira (13) e foi revelada pelo Estadão e confirmada pela CNN. Segundo fontes, foi um “papo reto” e Lira teria dado a entender que, se a articulação política do governo é tão boa, ela que dê conta de segurar os vetos de Lula.

Lira voltou a manifestar seu descontentamento com o ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, mas não vai escalar a disputa com o próprio Lula.

Naquela sexta-feira, o presidente defendeu o seu ministro dizendo que “só por teimosia o manteria no cargo”.

O compromisso de Lira agora é só com as pautas econômicas que forem de interesse do país, dizem fontes próximas ao presidente da Câmara. Lira conta com o respaldo do empresariado e costuma abraçar essa agenda.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Lira diz a Rui Costa que apoia regulamentação da reforma tributária, mas não se compromete com vetos, dizem interlocutores no site CNN Brasil.